2 – Benefícios e vantagens

.vai volta

Não-invasiva

Não há nenhuma incisão ou penetração no corpo, nem administração de substâncias químicas. A terapia é realizada posicionando-se adequadamente a articulação a ser tratada na bobina geradora do campo magnético. Não há necessidade de o paciente tirar a roupa ou de vestir qualquer traje especial. O equipamento PST enviará à articulação afetada campos eletromagnéticos pulsáteis de baixa intensidade e freqüência variável, que estimularão a reconstrução do seu campo elétrico fisiológico, estimulando a reativação do processo de regeneração dos tecidos afetados. É um tratamento simples de ser administrado, bem tolerado pelos pacientes, independentemente da idade e condição física.


Biológica

O sinal PST corresponde ao sinal eletrofisiológico produzido por uma articulação sadia em movimento. Reproduz, desta forma, os mecanismos biológicos do corpo humano, estimulando o metabolismo celular e os processos naturais de regeneração (por meio da estimulação dos condrócitos).


Indolor

A terapia PST é indolor. Alguns pacientes podem sentir uma sensação de formigamento e/ou aquecimento na região que está sendo tratada, assim como experimentar um aumento temporário da dor durante o tratamento. Isto é considerado um sinal positivo, devido à resposta do organismo à estimulação da PST. Muitos pacientes, entretanto, podem sentir a redução da dor e melhoria na mobilidade e funcionalidade da região tratada já durante a aplicação da terapia.


Isenta de efeitos colaterais

O campo magnético gerado pelo equipamento tem intensidade muito baixa, equivalente a apenas um milésimo de uma Ressonância Magnética. Graças a esse campo de padrão biológico, que imita os impulsos gerados pelo organismo sadio, não existem efeitos colaterais. Até a presente data não são conhecidos quaisquer efeitos colaterais adversos.


Eficaz

Estatisticamente, em mais de 70% dos casos, a PST proporciona progressos sensíveis, não só na reabilitação dos movimentos das articulações como também na atenuação ou desaparecimento das dores. Verifica-se que, além da melhora nos aspectos clínicos (redução na intensidade da dor, na freqüência da dor e aumento na mobilidade articular), a PST proporciona a melhoria da qualidade dos tecidos conjuntivos existentes, retardando o processo degenerativo e, portanto, propiciando melhor qualidade de vida. Os resultados costumam ser duradouros, não sendo freqüente a necessidade de reforço da terapia e, raramente, da sua repetição na mesma articulação.


Comments are closed.