3 – Principais indicações

.vaivolta

Nas Artroses – doenças degenerativas articulares

• Osteoartrose do Joelho;
• Osteoartrose da Coluna;
• Osteoartrose do Quadril;
• Osteoartrose Femuropatelar;
• Condromalacia;
• Osteoartrose de outras Articulações.


Nas síndromes dolorosas agudas da Coluna Vertebral

• Cervicalgias;
• Dorsalgias;
• Lombalgias;
• Discopatias;
• Ciatalgias.


Nas Tendinopatias

• Epicondilite Lateral e Medial (Tennis Elbow);
• Tendinite Supra Espinhosa (Ombro);
• Tendinites dos Músculos Flexores e Extensores do Punho;
• Tendinite de Aquiles;
• Entesopatias;
• Bursites;
• Outras Tendinites.


Nas lesões e traumas esportivos

• Lesões Parciais nos Ligamentos;
• Lesões Parciais nos Meniscos;
• Fratura de Stress;
• Pseudoartrose;
• Pós-operatórios Ortopédicos.


Adjuvante nas Doenças Reumáticas

• Artrite Reumatóide;
• Outras Artrites Inflamatórias não-infecciosas.


Contra-indicações

• Portadores de marca-passo;
• Grávidas;
• Doentes neoplásicos (tumores) – só se remissão > 5 anos;
• Doenças inflamatórias causadas por bactérias ou infecto-contagiosas.

OBS: Pacientes com próteses, parafusos ou material de osteossíntese podem realizar o tratamento sem nenhuma restrição. Apenas próteses em puro ferro (Fe) são desaconselháveis. No entanto, há muito tempo que tais próteses não são utilizadas. Ligas metálicas em que se inclua Fe são compatíveis com o tratamento. Ligas de titânio ou outras ligas metálicas, com componentes de plástico, são normalmente usadas nos casos de articulações artificiais, sendo também compatíveis com o tratamento PST.


Comments are closed.