Quando decidir por uma prótese?

Quando decidir por realizar uma prótese de quadril ou joelho?

Dr. Lafayette de Azevedo Lage

art_osteoartr_01   art_osteoartr_02

Acima: Desenho e RX de prótese de quadril convencional

art_osteoartr_03  art_osteoartr_04

Acima: Desenho e RX de prótese de recapeamento do quadril bilateral (prótese de superfície)

.

A artroplastia do quadril e joelho revolucionou a vida de muitos pacientes. Mais de 500 mil cirurgias são feitas por ano em todo o mundo. Embora este número seja alto, ele continua aumentando. Freqüentemente chamada Artroplastia Total do Quadril ou Joelho, estas operações tornaram-se disponíveis para um grande número de pacientes. Quando foi introduzida como um novo procedimento, esta prática era recomendada para pacientes com idade superior a 65 anos, mas agora pacientes mais jovens fazem esta cirurgia e com sucesso exemplar.

A transformação na vida de uma pessoa com uma dor imobilizante para uma vida de mobilidade feliz é hoje totalmente aceitável. O paciente que aguarda uma artroplastia de quadril e ou joelho experimentará um declínio enorme em sua qualidade de vida. A dor pode ser muito debilitante e dominar cada aspecto da vida diária. O sono pode não ser reparador, o humor também estará alterado, onde qualquer dissabor ou desentendimento pode gerar brigas e o tempo de afastamento do trabalho pode colocar seu emprego em jogo. Porém, com uma artroplastia de quadril ou joelho bem sucedida, tudo isto pode ser revertido. Como médico, notei que o benefício do paciente já começa com o desaparecimento da dor, mas a família toda se sente melhor com o resultado! A satisfação do paciente pela melhora da dor e por poder voltar a caminhar é muito grande. Mais de 95% dos pacientes afirmam que eles se sentem extremamente felizes após sua cirurgia.

Há muitas razões para se fazer uma artroplastia do quadril ou joelho. Talvez a mais comum seja a osteoartrite, conhecida como doença degenerativa da articulação. Como a expectativa de vida média das pessoas aumentou, conseqüentemente mais pessoas necessitam desta cirurgia. Em quase todos os países existem longas filas de espera para este tipo de procedimento. Embora a artroplastia seja um procedimento de grande porte, as chances de complicações são mínimas. Como as próteses são feitas de material não humano, algumas artroplastias podem falhar após ficarem no corpo por muito tempo. Entretanto, o tempo de vida de dez anos da maioria dos modelos é excelente e a melhoria na qualidade de vida durante este período é notável. Embora a duração de artroplastias além de 15 a 20 anos já sejam relatadas, é mais seguro afirmar que a média de duração de uma artroplastia é de 10 anos.

Uma vez que ela apresente falhas, é possível, em tese, realizar-se outra artroplastia, que é chamada de cirurgia de revisão. A cirurgia de revisão é mais complicada que a cirurgia inicial (geralmente chamada de artroplastia primária). Entretanto, como o número destas cirurgias vem aumentando, surgiu uma sub-especialidade desta cirurgia de revisão do quadril e joelho. Isto está associado à instrumentação especializada, pesquisas detalhadas do pré-operatório e a facilidade de banco de ossos para transplantes. A artroplastia de revisão pode não ser bem sucedida como a artroplastia principal e, se possível, é melhor evitá-la. Apesar da popularidade e do sucesso da artroplastia do quadril e joelho, os pacientes normalmente recebem pouca informação sobre a cirurgia no período pré-operatório. Isto contraria o direito ético óbvio do paciente sobre o que esperar. Por exemplo, a maioria dos pacientes não fazem fisioterapia pré-operatória ou mesmo não adequação do ambiente antes da cirurgia, isto é, adaptação de barras de segurança no banheiro, retirada de tapetes para evitar quedas, etc. Estes simples detalhes podem fazer muita diferença no período pós-operatório pois o paciente e sua família terão mais confiança e segurança sem contar o fato que a recuperação fica muito facilitada uma vez que o paciente sabe o que vai acontecer!

Qualquer pessoa deve poder perguntar as questões relacionadas sobre a cirurgia. Em primeiro lugar porque uma artroplastia de quadril deve ser feita? Se deve ser feita, que tipo de técnica específica será utilizada? Quais as chances de complicações? A lista de perguntas é interminável, mas a informação disponível normalmente é oferecida pelo profissional que a irá operar.

This entry was posted in Artigo and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.